Notícias

SOS Rio Limpo é realizado como programação do Mês do Meio Ambiente

Data de inclusão: 07/07/2017 14:17

Durante esta sexta-feira uma força tarefa envolvendo a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente através da diretoria de Meio Ambiente, secretaria de Obras, Defesa Civil, Vigilância Sanitária e Samae retomou o programa SOS Rio Limpo.

O Programa SOS Rio Limpo aborda em específico os rios e os moradores ribeirinhos, em situações onde a poluição compromete a saúde das pessoas, a diversidade de fauna e flora aquática e os recursos naturais. 

Ainda são considerados de atenção em relação a poluição de rios, o custo de maior valor investido para tratamento de água, quando este está destinado para abastecimento público.

O envolvimento da comunidade local é essencial para a formação de educação ambiental e cultural, onde as ações de melhoria devem ser adotadas pelas comunidades, que são as primeiras afetadas pela interferência na qualidade de vida. Estes são envolvidos a participar como monitores ambientais, adequando seu sistema de fossa séptica e filtro além de denunciar o lançamento de poluentes, contaminantes e resíduos nos rios.

Retomada - Conforme relatou o diretor de Meio Ambiente Marcelo Huebl, "a retomada do SOS Rio Limpo tem por objetivo trazer a comunidade para junto do programa e estimular a conscientização de todos para com o meio ambiente", disse.

Marcelo também relatou que nesta força tarefa realizada no rio Banhados, no bairro Centenário, foram recolhidos gaiolas, pneus, garrafas, lonas, latas, tapetes, banco de carro, sofá, forro de PVC, sacolas, garrafas, desodorantes, roupas, calçados, telas de arame, pedaços de ferro, cerâmica, tábuas, telhas de plástico, telhas de metal, telhas de amianto, dentadura, brinquedos de criança, vidros planos, canos plásticos, pedaço de fogão, dentre outros entulhos.

O prefeito em exercício Márcio Dreveck destacou a retomada do projeto como sendo de fundamental importância para estimular a conscientização da comunidade quanto a importância de se preservar os rios e o meio ambiente em geral.

"É importante que possamos tocar a consciência das pessoas, pois a questão ambiental é um dos fatores de maior importância na atualidade. Precisamos todos ter consciência de que devemos dar a correta destinação aos nossos resíduos, e basta somente a vontade de cada um, pois temos a coleta de resíduos comum, coleta seletiva, além do trabalho dos catadores de materiais recicláveis e ainda postos de coleta de materiais reciclados em alguns pontos do município. Se cada um fizer a sua parte nós poderemos mudar a nossa realidade".

Márcio ainda destacou as ações em prol do turismo integrado, as quais demandam um grande trabalho envolvendo os municípios do Quiriri e que surtirão efeitos muito positivos para toda a região, mas comentou que "o comportamento de cada cidadão pode influenciar diretamente na reação que o turista terá de nossa região. Imagine o turista passeando pelas áreas com rios aqui em São Bento do Sul e se deparar com lixo acumulado nas encostas. Seria muito prejudicial para a imagem do município e da região, por isso a importância da conscientização de cada um", concluiu o prefeito.

O Programa SOS Rio Limpo tem como objetivo geral sensibilizar os moradores no desenvolvimento de práticas adequadas à manutenção da qualidade da água, repassando o exemplo da ação do programa e divulgando as ações de melhoria, favorecendo as características da água de forma que atendam a manutenção da biodiversidade aquática e o bem estar social, por questões ambientais e de pela saúde pública.

Como objetivos específicos o Programa SOS Rio Limpo objetiva divulgar o programa, envolvendo e sensibilizando os moradores da cidade frente ao problema;
Distribuir folders informativos para a necessidade de construção de fossas sépticas conforme requisitos normativos, para as comunidades ribeirinhas;
Distribuir folders informativos especificando a necessidade de participação da comunidade e as causas consequentes do rio poluído, para as comunidades ribeirinhas;
Limpar os rios e suas margens, dos materiais lançados pelos moradores (pneu; plásticos; colchão; geladeira; latas etc.)
Destinar corretamente os resíduos, para reciclagem ou aterro sanitário, conforme sua classificação;
Manter vínculo participativo com a Cooperativa de Catadores de Material Reciclável de São Bento do Sul;
Minimizar as ações de enchentes causado pelo acúmulo de material na entrada de tubulações.
Minimizar os efeitos de poluição e comprometimento da qualidade da água;
Minimizar o odor dos rios causados pela poluição, principalmente de efluente cloacal;
Minimizar os problemas de contaminação por agentes parasitários; e
Melhorar as condições de vida existentes nos rios e garantir a sobrevivência de espécies do habitat.

Materiais e métodos - Cada rio apresenta suas particularidades conforme a ocupação de suas proximidades, sendo em primeiro momento observadas as denúncias que envolvem a bacia em questão.

O reconhecimento técnico prévio é importante para identificação dos locais de maior impacto causados pela ação antrópica, garantindo uma melhor atuação no local, com prévio entendimento do grau de risco; potencial poluidor; quantidade de residências abordadas; tempo necessário para realização da atividade; áreas de saídas; capital humano, e finalmente, a melhor definição de materiais e métodos necessários para cada realidade que suprem a disposição das parcerias com a disponibilidade de recursos.

Joberth Krause – MTB 4280SC
Assessoria de Imprensa
Prefeitura de São Bento do Sul
Contatos: imprensa@saobentodosul.sc.gov.br | 3631.6132 | 3631.6114 | 3631.6154
 

Imagens relacionadas

SOS Rio Limpo é realizado como programação do Mês do Meio Ambiente
SOS Rio Limpo é realizado como programação do Mês do Meio Ambiente
SOS Rio Limpo é realizado como programação do Mês do Meio Ambiente
SOS Rio Limpo é realizado como programação do Mês do Meio Ambiente
Todos os direitos reservados © 2017 Prefeitura de São Bento do Sul