Notícias

Campanha de vacinação contra gripe e tétano inicia dia 23

Data de inclusão: 11/04/2018 15:55

No próximo dia 23, a Secretaria Municipal de Saúde iniciará duas campanhas de vacinação, sendo a “20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza”, e a “2ª Mobilização Estadual contra o Tétano”.

Para ambas as campanhas o público que deverá comparecer às unidades de saúde será: Pessoas com 60 anos e mais; Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;

Gestantes; Puérperas (até 45 dias após o parto); Professores; Profissionais da Saúde e pacientes portadores de comorbidades.

Para os pacientes portadores de comorbidades, mantêm-se a necessidade de prescrição médica com diagnóstico que se enquadre nas indicações relacionadas. ** 

Tanto a prescrição médica quanto o diagnóstico deverão ser apresentados no ato da vacinação, sendo que o paciente não receberá a dose da vacina em caso de falta da prescrição médica ou do diagnóstico.

Segundo o secretário de Saúde Dr. Manuel Del Olmo, o objetivo nesta campanha de vacinação é facilitar o acesso e agilizar o atendimento para esses pacientes que se encontram dentro dos grupos padronizados pelo Ministério da Saúde.

Dia "D"
O Dia "D" será em 12 de maio, um sábado, quando todas as unidades de saúde do município estarão abertas das 8h às 17h somente para aplicação das vacinas.

OMS
Segundo a recomendação da Organização Mundial da Saúde para a temporada 2018, cada dose da vacina influenza contém cepas do vírus Myxovirus influenzae inativados, fragmentados e purificados, correspondente aos antígenos hemaglutinina (HA):
-A/Michigan/45/2015(H1N1)pdm09
-A/Singapare/INFIMH-16-0019/2016(H3N2)
- B/Phuket/3073/2013

Indicações relacionadas
** As categorias de risco clínico com indicação da vacina influenza sazonal no Brasil para 2018, segundo o Ministério da Saúde são:

Doença respiratória crônica: Asma em uso de corticóide inalatório ou sistêmico (moderada ou grave); DPOC; Bronquiectasia; Fibrose cística; Doenças intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão arterial pulmonar; Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

Doença cardíaca crônica: Doença cardíaca congênita; Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíaca isquêmica; Insuficiência cardíaca.

Doença renal crônica: Doença renal nos estágios 3, 4 e 5; Síndrome nefrótica; Paciente em diálise.

Doença hepática crônica: Atresia biliar; Hepatites crônicas; Cirrose.

Doença neurológica crônica: Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica; Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, e deficiência neurológica grave.

Diabetes: Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso e medicamentos.

Imunossupressão: Imunodeficiência congênita ou adquirida; imunossupressão por doenças ou medicamentos.

Obesos: Obesidade grau III.

Transplantados: Órgãos sólidos ou medula óssea.

Portadores de trissomias: Síndrome de Down, síndrome de Klinefelter, síndrome de Wakany, dentre outras trissomias.


Joberth Krause – MTB 4280SC
Assessoria de Imprensa
Prefeitura de São Bento do Sul
Contatos: imprensa@saobentodosul.sc.gov.br | 3631.6132 | 3631.6114 | 3631.6154 | 3631.6148
 

Imagens relacionadas

Campanha de vacinação contra gripe e tétano inicia dia 23
Todos os direitos reservados © 2018 Prefeitura de São Bento do Sul