Notícias

Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas

Data de inclusão: 08/05/2019 09:59

Com 52% do cronograma concluído, as obras de implantação da rede coletora de esgoto sanitário seguem com três equipes atuando em pontos distintos de São Bento do Sul. Os trabalhos agora concentram-se na Rua Marechal Deodoro (próximo ao hospital), na Rua 23 de Setembro (ao lado da Sociedade Bandeirantes) e na Rua Áustria (lateral da rua da delegacia).

Na terça-feira (7), o prefeito Magno Bollmann e o diretor-presidente do Samae, Fridolino Van Den Boom, estiveram nos três locais para acompanhar o andamento das obras. Quanto ao trabalho em frente ao hospital, a previsão é que encerrem nesta quarta-feira, com as equipes na sequência iniciando os trabalhos na rua Henrique Schwarz (nos fundos do hospital).

Pelo projeto, a obra de implantação da rede coletora nas imediações do hospital iniciou pela Travessa Theodoro Koch (em frente à Climed), seguindo agora em frente ao hospital para então ser realizado o trabalho nos fundos da unidade hospitalar. A expectativa é que esta fase seja concluída até sexta-feira.

Conforme o diretor-presidente do Samae, todas as sextas-feiras ocorrem reuniões com as equipes, quando então são entregues detalhes e cronograma de trabalhos para a semana seguinte. “Essa reunião antecipada faz com que o trabalho esteja fluindo bem, sem muitas reclamações”, destaca.

De acordo com Fridolino, os maiores problemas são mesmo em relação à lentidão no trânsito, mas apenas em horários de pico. Porém, ele diz que os reflexos são inevitáveis apesar de todo o cuidado. Ainda de acordo com o diretor-presidente do Samae, a população precisa ter paciência, mas as obras são importantes para a qualidade de vida no município.

O prefeito Magno Bollmann destacou a importância da obra não só para a qualidade de vida, como para a saúde, pois estudos mostram que a cada R$ 1 investido em esgoto sanitário, economiza-se R$ 4 na área da saúde. “Sem rede de esgoto, os dejetos vão para os rios e para o meio ambiente, gerando problemas não só ambientais como à própria população. Por isso é importante que os moradores interliguem seus imóveis à rede para que todo esse esgoto possa ser tratado e a água limpa retorne aos rios”, disse.

Projeto socioambiental - Ainda na terça-feira, Magno e Fridolino participaram de palestra realizada pela empresa Painel, contratada pelo Samae para realizar ações socioambientais junto aos moradores das ruas por onde vai passar a rede coletora. Além das visitas, palestras ocorrem em escolas, como na Escola São Bento, reunindo estudantes do 6º ano.

As palestras são realizadas pela bióloga marinha Lilian Machado e pela assistente social Tatiane Kondelach, ambas contratadas pela Painel, e pela assistente social do Samae, Taís Spezia. Nestes eventos são apresentados aos estudantes detalhes sobre como é feita uma obra de esgotamento sanitário e ainda sobre o processo de tratamento.

No dia a dia, equipes da empresa têm ido nas casas para conversar com os moradores, explicando sobre a importância da interligação à rede e sobre todo o trabalho que será feito no local. “Hoje São Bento do Sul tem muito que se orgulhar do trabalho que vem sendo feito, assim como orgulho do Samae pela forma como vem conduzindo o trabalho de implantação da rede de esgoto”, destaca Bollmann.

Graças à forma como as obras vêm transcorrendo no município, nesta quinta-feira (9) o prefeito e o diretor-presidente do Samae vão até Maravilha, no Oeste do Estado, para apresentar detalhes do projeto. Eles foram convidados pela Prefeitura de Maravilha por conta da repercussão positiva das ações realizadas em pleno Centro de São Bento do Sul.

Investimento - As obras das sub-bacias 1 e 2 do rio São Bento integram um pacote de investimentos de R$ 9,8 milhões, oriundos do governo federal a fundo perdido, ou seja, sem necessidade de devolução. Ao todo, serão beneficiadas 126 vias na área central e em bairros próximos, como 25 de Julho, Schramm, Progresso e Rio Negro.

As intervenções resultarão em 2.041 ligações, com 44 mil metros de rede coletora. Após o encerramento das obras, o esgoto coletado será levado para tratamento na estação do bairro Cruzeiro. Com a conclusão da obra, o município passará dos atuais 23,82% de cobertura de coleta e tratamento de esgoto para 32,15%.

Calçadas e pavimentação - As calçadas danificadas pelas obras no Centro estão sendo reconstruídas, mas, nesse caso, sai o petit-pavé e entra o paver, mesmo material do piso do Calçadão. 

Após o término das intervenções algumas vias serão pavimentadas, caso da Jorge Zipperer (da delegacia), da Schramm (principal do bairro), da Wolfgang Ammon (Caixa Econômica Federal) e Professor Egon Husmann (que liga à Gráfica JL à Rua Paulo Parucker, da antiga Central Automóveis). 

Serão investidos R$ 6 milhões próprios do Samae nas pavimentações, incluindo a da Estevão Buschle, no bairro 25 de Julho, onde a pavimentação já foi concluída e os trabalhos seguem agora na implantação de sinalização.

Viviane de Vargas Miranda
Assessoria de Imprensa
Prefeitura de São Bento do Sul
Contatos: imprensa@saobentodosul.sc.gov.br | 3631.6132 | 3631.6114 | 3631.6154

Imagens relacionadas

Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas
Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas
Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas
Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas
Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas
Mais de 50% das obras de esgoto sanitário estão concluídas
Todos os direitos reservados © 2019 Prefeitura de São Bento do Sul