Foto

Meio Ambiente

Workshop do Produtor Rural encerra programação da Semana do Meio Ambiente

10/06/2019 14:15

Com o objetivo de realizar uma diferenciação no trabalho registrando uma presença maior na Unidade de Conservação – APA Rio Vermelho Humboldt, é que no último sábado (8) foi realizado o Workshop do Produtor Rural nas dependências do Parque das Aves, na localidade de Rio Natal.
Promovido pela Prefeitura Municipal através do Departamento de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e pela URVE - Usina Rio Vermelho de Energia, o Workshop integrou a programação da Semana do Meio Ambiente foi realizado pela primeira vez dentro da área da APA do município.

Na abertura do evento o vice-prefeito Marcio Dreveck enalteceu as ações em prol do meio ambiente, destacando que todos temos uma parcela responsabilidade para com o ambiente onde vivemos. "Temos que trabalhar ações que nos permitam viver em harmonia com o meio ambiente, sem degradar, pois precisamos pensar que mundo desejamos deixar para as futuras gerações", disse.

O biólogo e diretor de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente Marcelo Hübel falou da importância das associações unirem-se em prol de melhores resultados. "Todos aqui são a prova de que é possível produzir e manter o meio ambiente ao mesmo tempo. Todos produzem dentro da Unidade de Conservação porque não é proibido, é apenas regrado, e quando se em consciência as ações sempre são positivas", comentou.

URVE
A programação do dia iniciou com a apresentação da URVE - Usina Rio Vermelho de Energia, onde seu presidente Frank Bollmann abordou o histórico de práticas socioambientais da usina destacando a exploração de energia limpa, os estudos ambientais, a preservação dos recursos naturais, respeito e compromisso social, o desempenho econômico, e a educação ambiental.

Na questão ambiental Frank enumerou diversas ações de relevada importância como o apoio para a criação do Consórcio Intermunicipal Quiriri, ocorrida durante sua gestão como prefeito de São Bento do Sul; a proteção e recuperação de toda a área adquirida pela URVE, sendo um total de 800 hectares adquiridos no ano de 1990, com resgate da fauna e da flora; expulsão de caçadores; e plantio de milhares de mudas nativas; o Programa de Educação Ambiental, desenvolvido internamente pelo CEPHARV - Centro de Estudos e Pesquisas Hidrológicos e Ambientais Rio Vermelho, e que já recebeu mais de 3000 pessoas entre alunos e professores dos ensinos fundamental, médio, técnico e universitário de São Bento do Sul e região; e ainda diversas outras ações em prol da proteção e recuperação do meio ambiente.

Ecoturismo
Na sequência, a diretora de Turismo do Departamento de Turismo da Prefeitura, turismóloga Luiza da Silva, apresentou o tema Ecoturismo aos participantes, que em sua maioria eram representantes de associações de produtores da região.

Luiza explanou sobre o Programa Quiriri Sustentável, que tem por objetivo a cooperação entre municípios da região do Planalto Norte, abrangidos pela área de atuação do Consórcio Intermunicipal QUIRIRI, nas ações administrativas decorrentes do exercício da competência comum.
Neste ponto Luiza destacou o trabalho em prol da regionalização do turismo, destacando a criação dos Planos Municipais e Regional de Turismo, e as ações concretas que envolvem o turismo regional, como o Circuito das Araucárias de Cicloturismo e Caminhantes, a criação da marca-lugar e plataforma de comunicação para a região, e o programa Acolhida na Colônia.

IG da banana 
Kevin Alisson Cubas, representando Eliane Müller, falou pela ASBANCO - Associação dos Bananicultores de Corupá, e apresentou a palestra sobre a indicação geográfica da banana - IG da Banana e o Cultivo da Banana Orgânica.
Conforme Kevin, a região a qual a banana de Corupá e São Bento são produzidas é diferenciada, tanto pelo clima quanto pelo relevo, o que proporciona condições exclusivas que acabaram proporcionando o título de banana mais doce do Brasil.
Dentre as informações apresentadas, alguns números destacaram-se como 980 produtores de banana na região de Corupá que possuem 8885 hectares plantados, 13 milhões de plantas, 249 mil toneladas produzidas e 9 mil toneladas exportadas, totalizando R$ 50 milhões.
Sobre a questão da IG da banana, Kevin destacou que os objetivos são proporcionar o empoderamento do produtor; preconizar a sucessão familiar; agregar valor ao produto; inserir a banana como instrumento de turismo; proporcionar a opção de experimentar uma banana mais doce; e buscar a melhoria da qualidade das condições sociais, econômicas e ambientais. 


Agricultura Orgânica
No período da tarde engenheiro agrônomo Rogério Pietrzaka da Epagri apresentou o tema Agricultura Orgânica.
Conforme a definição apresentada por Rogério, a agricultura orgânica é definida como um sistema de produção, que tem por objetivo principal preservar a saúde e o meio ambiente, os ciclos, as atividades biológicas do solo e a biodiversidade.
Na agricultura orgânica, a produção de alimentos é feita sem a utilização de fertilizantes sintéticos, agrotóxico ou transgênicos.
Outro aspecto apresentado é que na agricultura orgânica há muita utilização de tecnologia, informação e pesquisas, pois envolve o estudo e o cuidado de todo o agroecossistema. De acordo com Rogério, é possível produzir orgânicos em nossa região, produzindo com qualidade e sustentabilidade.

Desenvolvimento Local
Práticas Ecoformativas para Desenvolvimento Local foi o tema da palestrante Simone Carolina Piontkwicz.
De acordo com Simone o trabalho e desempenho social local depende de uma teia de relações e compromissos interligados em uma função transdisciplinar e interdisciplinar que relaciona todas as camadas e setores da sociedade. É preciso compreender e respeitar a cultura, a história, as relações políticas, a sustentabilidade, a economia, que são próprias do local de inserção, com crescimento e desenvolvimento voltado para todas as características intrínsecas. A formação do cidadão está conectado neste ambiente de auto formação.
A apresentação é concluída com o exemplo prático da ARECICLA que valoriza o entorno de sua área de influência, promovendo ações sociais e ambientais, como do ponto de referência para coleta de resíduos recicláveis em ecoponto, distribuição de mudas, realização de cursos, comemoração de eventos. Até mesmo na páscoa e no natal ocorrem eventos com a comunidade local, respeitando e valorizando a aptidão católica do local, trazendo para estes momentos o espírito solidário e a cooperação mútua, como fontes de inspiração e oportunidade de confraternização, e também com resgate dos valores socioambientais, trazendo para o momento outros temas importantes de enriquecimento fomentando o conhecimento e o aprendizado, aproveitando o contexto do momento.

Exposições
Diversos stands foram instalados com produtos e informações sobre o programa Farmácia Viva, Consórcio Intermunicipal Quiriri, ASBANCO - Associação dos Bananicultores de Corupá, Departamento de Meio Ambiente, Steelmast e URVE - Usina Rio Vermelho de Energia, Cooper Rio Novo - Cooperativa da Agricultura Familiar Rio Novo, COSABES - Circulo Orquidófilo de São Bento de Sul e SAMAE de São Bento do Sul.
A Semana do Meio Ambiente 2019 foi organizada pela Prefeitura de São Bento do Sul, em parceria com ARECICLA - Associação de Reciclagem de Rio Natal; SAMAE; URVE; SteelMast; Cooper Rio Novo - Cooperativa da Agricultura Familiar Rio Novo; Parque Natural das Aves; EPAGRI; CIQ; ASBANCO e COSABES - Circulo Orquidófilo de São Bento de Sul.


Joberth Krause – MTB 4280SC
Assessoria de Imprensa
Prefeitura de São Bento do Sul
Contatos: imprensa@saobentodosul.sc.gov.br | 3631.6132 | 3631.6114 | 3631.6154 | 3631.6148