Foto

Agricultura

Epagri apresenta balanço 2019 de ações em São Bento do Sul

13/12/2019 15:36

Representantes de diversos segmentos participaram da apresentação da síntese das atividades desenvolvidas pela Epagri ao longo do ano de 2019.

O local da apresentação foi o auditório do Departamento de Turismo do município, o prédio da antiga Câmara de Vereadores, como é conhecido.

Da Epagri estiveram presentes o extensionista rural Rogério Pietrzacka, o auxiliar administrativo Andrei Hilleshein, e o responsável pelo programa de apicultura e piscicultura da Regional de Canoinhas Danilo Paiva Sagaz.

Conforme Rogério, o objetivo do evento foi a prestação de contas do trabalho realizado para a sociedade e a apresentação do plano anual e trabalho.

Inicialmente Rogério destacou o fato de muitos trabalhos de gestão serem realizados ao longo do ano. Conforme comentou, "os produtores de São Bento do Sul estão buscando mais informações para cuidarem de seus negócios. Nossos produtores estão buscando conhecimento para tornarem-se mais competitivos, melhorando a qualidade de seus produtos e sua produtividade", resumiu.

 

Dentre as ações apresentadas ao longo do encontro destacaram-se:

Prestação de serviços de assistência técnica aos produtores;

Assessoria técnica prestada aos produtores;

Auxílio da Epagri no comitê gestor do PSA;

Apoio na consolidação do programa Acolhida da Colônia envolvendo articulação, organização da parte legal e realização de eventos entre os 40 participantes;

Apoio para a certificação orgânica para produtores;

Parceria com as escolas, onde são realizadas palestras, momentos com práticas na terra, nas hortas, com abelhas, visando investir no capital social e humano.

Sobre este ponto Rogério destacou inclusive os prêmios recebidos pelas escolas participantes do Prêmio Epagri Escola Ecologia, onde a EBM Professora Maria Ferreira Ziemann, com o projeto Evolução das Máquinas Agrícolas, e a EMEJA, com o Projeto da Escola ao Mundo foram premiadas.

 

Incentivo aos jovens do campo

Através de parceria com a Prefeitura estão sendo aplicados cursos utilizando-se da pedagogia de alternância com formação técnica, onde os jovens maiores de 18 anos passam um período de alguns dias na escola e outro período de alguns dias em casa, nas propriedades rurais. Este movimento vem para evitar o êxodo rural e incentivar os jovens a permanecerem na terra, capacitando-os para isto.

"O que a gente percebe é que estes jovens querem ficar no campo, mas necessitam deste estímulo e apoio para seu aprendizado", disse Rogério.

 

Busca por conhecimento

Um dado apresentando demonstra a busca dos produtores por mais conhecimento técnico, com reflexos na produtividade e qualidade dos produtos.

Neste ponto Rogério demonstrou em um gráfico o aumento da procura por análises de solo.

Entre os anos de 2015 e 2017 a quantidade de solicitações de análises era de 59, 66 e 61 respectivamente. No ano de 2018 as solicitações subiram para 87, e em 2019 foram registradas 104 análises de solo.

 

Curso de vinhos

Outro ponto positivo apresentado foi o recém realizado curso de capacitação para produtores de vinhos, que proporcionará aos participantes a melhora de seu produto e consequente valorização de mercado.

 

Aprosul

Sobre o apoio à Cooperativa de Produtores Rurais de São Bento do Sul, que fornece alimentos para a rede municipal de ensino, Rogério destacou o auxílio na gestão organizacional da cooperativa e a realização de capacitações para assuntos administrativos da cooperativa.

A evolução da organização na cooperativa reflete-se nos valores anuais recebidos através do fornecimento de alimentos à rede municipal de ensino. No ano de 2016 enquanto associação, a Aprosul forneceu alimentos na quantia de R$ 420 mil. Já em 2017 foram R$ 478 mil. No ano de 2018 os valores passaram para R$ 620 mil, permanecendo em R$ 603 mil em 2019 e projetando-se R$ 677 mil para 2020.

"São valores gerados dentro do município e que circulam dentro do município", destacou Rogério.

 

Agroindústria

Outro ponto destacado é o apoio na finalização do projeto e implantação da agroindústria incubadora, para que os produtores da Aprosul possam processar seus produtos.

A ideia é trabalhar com o excedente dos produtos que por vezes não tem padrão comercial e processá-los na agroindústria, transformando-os em extratos, compotas, polpas, etc.

O projeto final da agroindústria que será instalada na sede da Aprosul foi aprovada pela vigilância sanitária, e o próximo passo será a adequação do espaço físico para instalação dos equipamentos.

 

Entreposto do Mel

O entreposto do mel está em São Bento do Sul e é para atender todo o Planalto Norte.

Foi realizado um trabalho com a cooperativa para organizar toda a estrutura e capacitar-se para participar da licitação para a gestão do entreposto.

Com a realização da chamada pública, a cooperativa habilitou-se e foi a vencedora do processo.

A partir do próximo ano a cooperativa irá administrar o entreposto.

 

Único do Brasil

Outro ponto de destaque na apresentação é que São Bento do Sul é o único município no Brasil que está participando de três IGs - Indicação Geográfica.

Conforme dados apresentados, as três IGs são a Indicação Geográfica da banana, que envolve quatro municípios, e que tem o processo mais adiantado, IG da erva mate e agora com os trabalhos na fase inicial, a IG do mel de melato da bracatinga, que é um mel não floral, e sim proveniente da cochonilha.

Conforme informações da Epagri, o mel de melato da bracatinga possui algumas peculiaridades: a produção é feita apenas em anos pares, durante os meses de janeiro a maio, em algumas áreas de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

Para a fabricação são necessárias as abelhas, um inseto chamado de cochonilha e a árvore de bracatinga. É justamente essa associação que faz o produto ser tão especial. Ele é produzido pelas abelhas, em épocas de escassez de néctar, a partir do líquido açucarado que a cochonilha expele ao se alimentar da seiva da bracatinga. Esse fenômeno ocorre apenas em regiões com altitudes acima de 700 metros no Planalto Sul Brasileiro.

 

O mel de melato é mais escuro, tem menos açúcares e mais minerais do que o mel convencional, sendo assim ele dificilmente cristaliza. Em 2017 foi reconhecido como um dos quatro melhores méis do mundo no 45º Congresso Internacional de Apicultura, em Istambul, na Turquia.

Conforme Danilo Paiva Sagaz, da Epagri, "a Alemanha comprou toda a última produção do estado deste mel".

 

Epagri em números

Alguns dados registrados pela Epagri durante o ano de 2019:

315 famílias assistidas, mais 4 associações, 4 cooperativas, 9 escolas e 6 diversos, totalizando 695 assistências no ano.

258 agricultores receberam assistência com informações técnicas, totalizando 507 assistências.

E dentre as orientações prestadas no decorrer do ano, destacam-se:

131 programas governamentais envolvendo 158 participantes

69 atividades de sensibilização e motivação envolvendo 344 participantes

E mais de 370 atividades dentre laudos, turismo rural, orientações, capacitações, supervisão , acompanhamento de projetos e diversos outros que atenderam mais de 1380 participações.

 

Novo endereço

Finalizando, Rogério repassou aos presentes a mudança de endereço da sede da Epagri em São Bento do Sul. A partir da próxima semana a Epagri já estará instalada na Estrada Schramm, 647, no bairro Schramm.

 

com  fotos

 

Joberth Krause – MTB 4280SC

Assessoria de Imprensa

Prefeitura de São Bento do Sul

Contatos: imprensa@saobentodosul.sc.gov.br | 3631.6132 | 3631.6114 | 3631.6154 | 3631.6148